segunda-feira, 18 de abril de 2011

Humanamente

Sabe quando a corda estica, estica, estica até partir?
Pois é, partiu.
Agora estou tentando emendá-la para com ela alcançar a borda do abismo, porque, definitivamente, eu não nasci apenas para a penumbra.
Sou feita de luzes e de sombras.

Mas prefiro dançar sob a luz da lua.

7 comentários:

  1. Alcançaremos juntos borda e topo. Bjsamovc (carlos)

    ResponderExcluir
  2. Flutuando para não ter de pisar nas agulhas da própria costura:)
    Que lindo post!
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Lindo, M. Sem dúvida, você é feita muito mais de luz do que de sombra. Saudade de você. Bjs

    ResponderExcluir
  4. A lua agradece sua dança. Eu ainda espero que alguém me jogue outra corda. Remendos me são impossíveis.

    ResponderExcluir
  5. Ei, estamos aqui, do outro lado, dizendo que vai ficar tudo bem, viu?!

    ResponderExcluir
  6. Beleza, dançar sob a luz da lua.

    ResponderExcluir